MORRI TRÊS VIDAS COM O RECENTE COMERCIAL DA PERDIGÃO

perdigão_divulgação-700x362

De uns tempos para cá os comerciais de comida estão me irritando num grau, tamanha a mentirada ali exposta no tubo mágico para que as indústrias vendam seus produtos para lá de maléficos à saúde. Eu sei, isso não é de hoje, é de sempre, aliás, é para isso que existem as propagandas: para te ofertar sonhos e não realidade.

Digamos, então, que a minha percepção sobre o assunto esteja mais vulnerável devido às leituras e aos vídeos sobre comida de verdade que venho devorando nos últimos tempos.  E quando digo comida de verdade, refiro-me a uma alimentação à base de produtos frescos e preparados em casa. Só isso. Não estou falando de regime e muito menos de restrição alimentar com seus odiados glutens e lactoses. Estou apenas engrossando o coro de ‘não coma alimentos congelados, ultraprocessados e industrializados que fingem ser comida’.

Com um pouquinho de dedicação é possível se livrar desses três produtos e trazer alegria ao seu organismo, paladar e convívio familiar – que o ato de cozinhar proporciona.  Quanto aos comerciais, separei três que são facilmente desmentidos por fontes seguras com uma simples pesquisa no Google:

Por isso, aguce o seu olhar crítico e vem comigo.

Não força, Sadia.

A Sadia tem a pachorra de finalizar seu novo comercial – da família feliz escolhendo o que vai comer em uma infinidade de opções de congelados da marca – dizendo: ‘os pratos da Sadia não têm conservantes porque foram congelados logo após o preparo’. Aí eu completo: mas é cheio de ingredientes artificiais para dar cor, textura e gosto de comida fresca, sem contar o excesso de sódio, açúcar e gordura – comum nesse tipo ‘alimento’. Ou seja, estamos fudendo a sua saúde do mesmo jeito, mas, para efeito de propaganda, bolamos essa frase marcante em uma reunião com o pessoal do Marketing.

>> artigo: os males dos congelados

Tang: trocando bosta por cocô.

O título é tão grosseiro quanto a propaganda do suco Tang que está no ar, que pode ser comparada àquela falsiane que diz ser sua amiga mas quer mesmo é furar seu olho.  A publicidade defende o seguinte lema: ‘com o que você gasta em refrigerante para dois dias, pode comprar Tang para os cinco dias da semana’. Ownnnn que fofa, a empresa está preocupada com as suas finanças e te sugere essa troca de bebidas super saudável, afinal é suco. Acrescento, então, mais uma estatística: bebendo qualquer um dos dois venenos você encurta a sua vida em pelo menos três vezes. Tang, a realidade é dura, mas a Fanta Laranja e o seu suco de laranja estão no mesmo nível de artificialidade, ambos não prestam. Amigo, se você quer suco compre a fruta e faça, senão, melhor beber água. Diga não ao copo de corante.

>> artigo: Tang não é suco  

Miga, para que tá feio

A Perdigão recebeu o selo Cunha de canastrice ao tentar nos convencer de que salsicha é um alimento saudável cheio de ferro, vitamina A e zinco (nos ferrando, pode até ser). Nesta propaganda, a mãe serve à filha um prato com macarrão ao molho de salsicha sob o pretexto de que o alimento a deixará mais forte para encarar uma prova de vestibular. Se o filme continuasse na linha da realidade, a menina certamente seria um daqueles candidatos que chegam atrasados no local de prova e viram memes na internet, com cara de desesperado. Onde já se viu? Salsicha ganhando status de alimento saudável? Sério, vontade de dizer para a Perdigão: ‘miga, para que tá feio’.

>>OMS inclui salsicha na lista de alimentos que causam câncer 

Eis o comercial que diz: coma salsicha e passe no vestibular

Bonus: para finalizar com um banho de informação, compartilho aqui dois vídeos – recentes – disponibilizados pelo canal Panelinha no Youtube, comandado pela chef Rita Lobo e sua equipe. Neles, ela inicia o seu curso sobre alimentação saudável, abordando o assunto de forma bem leve e informativa. Ensina inclusive que nem todo industrializado é ruim, basta saber identificá-lo. As aulas têm tudo a ver com que comentei acima, dos comerciais.

>Na aula de abertura do curso, uma comparação muito direta entre comida de verdade e imitação de comida. Você vai entender que, mais importante do que se preocupar com os nutrientes do alimento, é variar os ingredientes e cozinhar as próprias refeições. E ainda vai aprender o que são os alimentos in natura e minimamente processados e evitar os ultraprocessados.

>Como fazer uma boa lista de compras e manter a despensa e a geladeira sempre abastecidas? Isso é fundamental para garantir uma alimentação baseada em comida de verdade. Acima de tudo, é preciso planejamento. E, nesta aula, você aprende a pensar a comida, incluindo na sua lista de compras alimentos variados e alguns atalhos para facilitar o dia a dia.


Curta: http://www.facebook.com/cozinhasemfiltro
**Um blog sem comentário é um blog triste. Comente

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s