HAMBÚRGUER CASEIRO VINGATIVO

Foto/reprodução http://www.panelinha.ig.com

Aquela carne moída era do signo de escorpião e vingativa com certeza. Se tem uma coisa que os nascidos sob esse signo não suportam é a rejeição.  E foi exatamente o que eu fiz antes de entrar na cozinha com um desanimo total por ter como única alternativa de ingrediente a carne moída crua no congelador.  Nem disfarcei o desprezo e logo fiz uma cara de ‘que saco’ vou ter que preparar algo com isso (encurvando o corpo demonstrando tamanha a minha preguiça). Nem sempre foi assim, outro dia fiz uma almôndega de carne moída e nos amamos como protagonistas de filme romântico da Sessão da Tarde. Mas hoje, era só antipatia. Acontece.

Para tornar nosso contato o mais rápido possível, resolvi fazer uma receita da Chef Rita Lobo que é basicamente amassar a carne em formato de um hambúrguer e grelhá-la na frigideira com um fio de azeite, temperando com sal e pimenta do reino moída na hora. De acompanhamento um arroz branco e uma saladinha. Já fiz isso outra vez e deu certo. Pronto, dilema culinário resolvido..

Enquanto eu estava toda confiante,  a carne moída deu o bote e aplicou a sua vingança.  A danada ficou crua por dentro e torrada demais por fora. O gosto ficou horrível. Mastigando aquilo eu conseguir ouvir o pedaço que ficou na frigideira dizendo: ‘beeem feeeeito’. (tipo comida falante de desenho animado). O arroz comprou a briga da carne e se transformou em uma papa sem gosto. Nem comida de hospital estava tão insossa. Resultado, o jantar foi um misto quente.

Nunca fui da filosofia ‘abrace uma árvore para ser feliz’, mas a partir de hoje vou evitar destratar os ingredientes do meu prato. Se não estivermos em uma mesma sintonia vou descartar o encontro. Na dúvida, é melhor criar o hábito – meio maluco – de conversar com plantas, legumes, proteínas, e cumprimentá-las com carinho. Implantando desde já a Filosofia: ‘paz, amor e gastronomia’.

Dito isso, se hoje você está em harmonia total com a cozinha aproveite para fazer o hambúrguer caseiro. A receita que me inspirou nessa crônica e na vida foi retirada do programa ‘Cozinha Prática’ (GNT). Clique aqui e assista ao vídeo com o passo a passo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s