A METADE DA MINHA RECEITA – PICADINHO DE CARNE

Picadinho de carne: (foto reprodução/Receitas de Mãe)

Meu cobaia degustador oficial viajou por 10 dias

Confesso que gastronomicamente falando me bateu uma súbita felicidade no dia de sua partida. Programei fazer algumas coisinhas que normalmente são proibidas no cardápio dele. Comidas que evitamos para fugir da temida barriga dos 40 anos.  Sou solidária à causa. Embora seja magra, evito consumir ‘gordices’ por puro incentivo ao amado e um pouco de preocupação com a minha saúde também.

Para brindar a primeira noite de comida free, achei que uma fritura seria perfeita. Fui empolgada ao mercado para comprar massa de pastel e Catupiry, o legítimo, para o recheio. Mantendo a mesma animação fiz seis gordos pastéis. Seis foi exagero, confesso!  Mas dava gosto vê-los enfileirados na bandeja forrada com o guardanapo, que a essa altura, estava encharcado de óleo.

Sádica que sou, enviei para o degustador uma foto dos pastéis, me sentido uma transgressora com aquela fritura gritando aos olhos. Ele não visualizou na hora e minha arrogância culinária perdeu um pouco o efeito. Esperei alguns minutos e nada.

Esquece! Hora de comer to-dos-os-pastéis-sozinha. Primeira mordida… Hum… Segunda… Hum… Terceira… meio hum… Na quarta, diante dos cinco pasteis restantes, já bateu uma quase culpa por comer aquela fritura proibida, e pior, sozinha. Ninguém para dividir o delito. É como roubar balas nas Lojas Americanas sem um amiguinho comparsa a sua espera.  Respirei fundo e comi mais dois pastéis e guardei os outros.

No segundo dia com cardápio único e exclusivamente ao meu dispor, renovei a empolgação e resolvi fazer um picadinho de carne. Nada ‘proibidão’ mas era uma nova receita.  Na hora habitual do nosso jantar eu estava lá me sentindo orgulhosa com uma simples carne refogada com alho, cebola, batata e cenoura. Ficou temperada e com um caldinho bem gostoso. Fiz um arroz soltinho, acompanhamento que eliminamos da nossa rotina para diminuir o consumo de carboidratos. Mas eu estava livre. Eu podia!

Sentada à mesa, diante daquele prato com um cheirinho convidativo, fui assombrada mais uma vez pelo fato de ter tudo aquilo só para mim. Me dei conta de que não haveria ninguém para provar primeiro, sabe? Seja para elogiar ou criticar. Repetir ou não…  Essa reflexão povoou minha mente e minhas receitas nos 08 dias seguintes de ‘comida free’, sendo que no fim, eu já estava me contentando com miojo. Pois é, miojo.

Não faço o tipo dependente.  Gosto da minha companhia. Vou ao cinema, teatro, viagem e outros eventos sozinha numa boa.  Mas descobri que cozinhar é algo que deve ser compartilhado. Bastaram dois dias de liberdade para eu entender a força do ingrediente essencial em toda receita: o outro, que pode ser um amigo, o amor, a vizinha, o pai, a mãe, o porteiro, não importa. A receita só é inteira se for dividida.

E quando eu digo receita não me refiro a pratos elaborados e complicados, mas sim tudo aquilo que se prepara com leveza, calma e boas expectativas;  quando nos permitimos pausar os dias corridos  desta vida fast food.

Ele chegou, depois 10 dias. No cardápio da noite comida costarriquenha preparada por ele com inspiração na sua viagem, claro. O sabor não estava tão bom, mas degustar aquele momento estava per-fei-to!

Sentiu vontade de dividir uma receita? Segue a sugestão de um picadinho de carne publicado pelo site Receitas de Mãe e que serviu de inspiração para o meu prato.

Picadinho de Carne

Ingredientes

  • ½ kg de alcatra cortada em cubos
  • 1 cebola média ralada
  • 1 dente de alho picado
  • 2 colheres (chá) de sal
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 3 xícaras (chá) de água fervente
  • 3 cenouras médias cortadas em rodelas
  • 3 batatas média cortadas em cubinhos
  • 1 colher (chá) de açúcar
  • 1 colher (sopa) de molho inglês

Modo de Preparo

  1. Em uma tigela, coloque a carne e tempere com a metade do sal.
  2. Em uma panela, em fogo alto, acrescente azeite e refogue o alho e a cebola.
  3. Adicione a carne e frite por aproximadamente 5 minutos, ou até que mude completamente de cor.
  4. Acrescente a água, a cenoura, a batata, o açúcar, o molho inglês e tempere com o restante do sal, se for necessário.
  5. Deixe cozinhar, com a panela semitampada, em fogo médio por aproximadamente 20 minutos, ou até que a carne e cenoura estejam macios.
  6. Retire e sirva.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s